Seguidores

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Limeira

Eras um pouso outrora:os que iam em bandeira
Perlustrar os sertões que hoje o progresso invade,
Pediam à tua sombra-ó formosa limeira-
Um instante de paz e de tranquilidade.
E surgistes, e vivestes, e cresceste. A primeira
Capela abençoou tua prosperidade,
O rancho se ampliou na esplêndida cidade,
De onde Tatuibi desabrochou Limeira!
Mas conservando em ti a a tradição e o afeto
Da árvore natural que baixava do galho
A carícia da sombra ao cansado viajor,
A todos que aqui vêm pedir-te o pão e o teto
Abres o coração, como um doce agasalho,
Ó ninho nupcial dos laranjais em flor!
Odécio Bueno de Camargo.

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog

Aos Amigos (as)

Sejam sempre bem vindos.
Nossa Senhora Rosa Mistica,
Os abençoe sempre.



Arquivo do blog

Minha lista de blogs

Filmes e Livros

  • A espera de um Milagre
  • A ponte de Madson
  • Biblia Sagrada
  • Cascatas de Luz
  • Codigo da Vinci
  • Coração Valente
  • Filho Adotivo
  • Inteligencia Artificial
  • Lírios Colhidos
  • Nas Fronteiras da Loucura
  • O Suicida
  • Os Abortados
  • Vesuvio
  • Violetas na Janela