Seguidores

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Limeira

Eras um pouso outrora:os que iam em bandeira
Perlustrar os sertões que hoje o progresso invade,
Pediam à tua sombra-ó formosa limeira-
Um instante de paz e de tranquilidade.
E surgistes, e vivestes, e cresceste. A primeira
Capela abençoou tua prosperidade,
O rancho se ampliou na esplêndida cidade,
De onde Tatuibi desabrochou Limeira!
Mas conservando em ti a a tradição e o afeto
Da árvore natural que baixava do galho
A carícia da sombra ao cansado viajor,
A todos que aqui vêm pedir-te o pão e o teto
Abres o coração, como um doce agasalho,
Ó ninho nupcial dos laranjais em flor!
Odécio Bueno de Camargo.

Nenhum comentário:

Pesquisar este blog

Aos Amigos (as)

Sejam sempre bem vindos.
Nossa Senhora Rosa Mistica,
Os abençoe sempre.



Arquivo do blog

Minha lista de blogs

Visitor IP Address Country

Ocorreu um erro neste gadget

Filmes e Livros

  • A espera de um Milagre
  • A ponte de Madson
  • Biblia Sagrada
  • Cascatas de Luz
  • Codigo da Vinci
  • Coração Valente
  • Filho Adotivo
  • Inteligencia Artificial
  • Lírios Colhidos
  • Nas Fronteiras da Loucura
  • O Suicida
  • Os Abortados
  • Vesuvio
  • Violetas na Janela